Associação dos Participantes da PETROS Documento:
Termo de Desistência da RePactuação
Fonte: APAPE - 03/03/07
Objetivo Como Participar Opiniões Documentos Associados Fale Conosco
  Página Inicial


  Contribuição: E. Locht
Adaptado pela APAPE.

Atenção: A APAPE dispõe de argumentos indiscutíveis para que o seu Termo de DesRepactução tenha que ser aceito!!!
Venha nos visitar.

Baixe aqui sua Declaração do Termo de DesRepactução - 26 Kb

DECLARAÇÃO


Declaro, para os devidos fins de direitos, que eu, nome completo, estado civil, matricula Petrobras nº., matricula Petros nº., portador da Cédula de Identidade nº. e C.P.F. nº., residente e domiciliado na rua, cidade, estado, o que segue:

Tendo em vista a repactuação do Plano Petros (Petros - Fundação Petrobras de Seguridade Social) em vigência, venho declarar que assinei Termo de Adesão e, desta forma, acabei por aceitar as cláusulas constantes neste documento.

Ocorre que o ato de assinatura do referido termos foi realizado, antes mesmo que eu tivesse pleno conhecimento de algumas condições, que hoje passei a ter ciência, e com as quais não concordo de forma alguma.

O termo de adesão apresentado pela Petros e suas Patrocinadoras fere, diretamente, meus direitos e tais fatos não foram apresentados pela Petros e suas Patrocinadora, bem como, no do texto do termo de adesão não existe, em qualquer momento, explicação clara desta perda de direitos.

Tendo plena convicção que fui, durante o processo de repactuação do meu plano de previdência complementar, mantido em erro e esta atitude, provocada pela Petros e suas Patrocinadoras, acabou por lesar meus direitos, declaro a minha firme e irretratável vontade em desistir da repactuação a qual aderi por inteiro desconhecimento, provocado pela falta de informação, obrigação que deveria ser cumprida pela Petros e suas Patrocinadoras.

Por todo o exposto, formalizo o meu firme propósito em desistir da adesão por mim realizada e requeiro, ainda, que me seja devolvido o termo de adesão por mim assinado, no prazo de 5 dias a serem contados da data de recebimento da presente declaração.

Caso tal pleito não seja acatado, fica desde já, a Petros e suas Patrocinadoras, constituídas em mora, e não restando alternativa, deverei buscar meus direitos nas esferas judiciais, para ver garantidos meus direitos.

Nome e assinatura.

Atenção: A APAPE dispõe de argumentos indiscutíveis para que o seu Termo de DesRepactução tenha que ser aceito!!!
Venha nos visitar.

Baixe aqui sua Declaração do Termo de DesRepactução - 26 Kb





ESCLARECIMENTO FACTUAIS 02/03/07
Companheiros (as) e entidades participantes do CDPP, nesta quarta-feira, dia 28 de fevereiro, depois de quase um ano de ameaças, assédio moral e pressão psicológica intensa sobre os participantes da PETROS, finalmente o processo de Repactuação foi dado como concluído. A FUP anunciou que o índice de 2/3 dos participantes foi atingido. A PETROS aguardará até a semana que vem para dar números definitivos.

Durante todo o processo a gerência não permitiu que os conselheiros eleitos pudessem explicar aos trabalhadores os motivos para não aceitarmos as mudanças impostas. Assistimos a valente resistência da maioria dos conselheiros eleitos. A união dos sindicatos petroleiros combativos. A determinação da FNP - Frente Nacional dos Petroleiros e da maioria das associações de aposentados de todo o país, além da AEPET, AMBEP, APAPE e FENASPE, entidades reunidas no CDPP. Todos em defesa dos direitos históricos dos participantes da PETROS.

Podemos dizer que, diante da desigualdade de forças, as direções da PETROBRÁS, PETROS e FUP foram politicamente derrotadas. Ainda que tenham atingido a sua segunda meta, ficaram muito longe de sua pretensa meta inicial e tendo que rebaixar para os 2/3, só atingidos no último dia do prazo. E para conseguir seu intento, forçaram a barra com o oferecimento de uma vantagem financeira ilusória (os tais 15 mil reais) e o assédio moral.

O fato grave disto tudo é que infelizmente centenas de companheiros foram enganados pela FUP e acabaram por entregar direitos históricos de mais de 30 anos em troca de 30 dinheiros. Sem nem saber o que repactuaram, pois até agora nem a PETROBRÁS e nem a FUP mostraram o texto que entrará no local dos artigos que querem mudar. Um verdadeiro cheque em branco que a direção da FUP fez boa parte dos participantes assinar. Uma vergonha!

Esperamos que todos os participantes possam se unir contra os novos ataques que virão, com certeza. E desde já, colocamos a responsabilidade pela perda desta conquista histórica por 2/3 dos participantes na conta da Federação Única dos Petroleiros - FUP. Nem a pressão psicológica, nem as ameaças, nem o assédio moral da gerência foram tão decisivos e determinantes neste processo quanto a conivência da direção da FUP com os objetivos da gerência da PETROS e da PETROBRÁS. O CDPP denúncia publicamente esta verdadeira traição e se une a todos os companheiros que seguem na luta contra a entrega de direitos adquiridos. Repactuando ou não, todos temos que nos unir.

Estamos atentos a todos os atos que a gerência da PETROS e da PETROBRÁS, através de seus diretores e conselheiros vierem a tomar na gestão de nosso fundo de pensão. E não vacilaremos em denunciar política ou juridicamente quaisquer atos de má gestão do nosso patrimônio que pudermos comprovar.

Estamos juntos, nós do CDPP, para eleger os nossos conselheiros Fernando Siqueira/Sérgio Salgado (Conselho Fiscal) e Paulo Brandão/Roberto Ribeiro, Sílvio Sinedino/José Celso e Yvan Barreto/Epaminondas (Conselho Deliberativo) nas eleições que se darão entre os dias 5 e 25 de abril.

Tive a honra de coordenar o CDPP ao longo deste último ano e pude verificar a valentia e honradez dos que resistem à entrega de direitos históricos conduzida pela direção da FUP e de seus sindicatos filiados. Sem medo de errar, posso garantir a todos que estamos trilhando o caminho certo, enfrentando os adversários com força e responsabilidade. A vitória nos espera. E junto com ela, nossos algozes de hoje serão apenas o passado com que nos fortalecemos para sermos ainda melhores.

Conto com a presença de todos no próximo dia 8 de março, quinta-feira, às 14 horas na AEPET (Av. Nilo Peçanha, 50/2409 - Centro - Rio de Janeiro).

Atenciosamente,

Ronaldo TEDESCO Vilardo - Coordenador do CDPP.


"NÃO À REPACTUAÇÃO.   Sua família agradece!   Repactou? Arrependeu-se?   Desista Agora!"


Atenção: A APAPE dispõe de argumentos indiscutíveis para que o seu Termo de DesRepactução tenha que ser aceito!!!
Venha nos visitar.

Baixe aqui sua Declaração do Termo de DesRepactução - 26 Kb





É importante reclamar - não é um costume nosso.
Mas, não adianta só reclamar, temos que participar!



Voltar à Seção: DOCUMENTOS  

Objetivo Como Participar Opiniões Documentos Associados Fale Conosco
  Página Inicial

 

Associação Nacional dos Participantes da Petros - APAPE
Av. Rio Branco, 156 - Salas 2514/15 - Centro
Rio de Janeiro - CEP 20040-004
Tel.: (21) 3473-2569
E-Mail: Envie um E-mail
adm@apape.org.br