Manifesto Aos Novos Empregados Ou Empregados Pós-2002 Porque Fomos Contra E Somos Contra A “repactuação”

 

Fonte: FENASPE – Jan/09

FENASPE denuncia a política da PETROBRÁS e PETROS para não pagar dívidas contratualmente assumidas com os mantenedores-beneficiários.
A APAPE já comentou que os novos planos da PETROS são uma temeridade para todos aqueles que acreditaram APAPE: Petróleo é Nosso nas boas intenções da Petrobrás e PETROS.

Comentários da APAPE:

APAPE: nosso apoio
A FENASPE, neste Informativo, denuncia a política da PETROBRÁS e PETROS ao empregar todos os subterfúgios possíveis para não pagar dívidas contratualmente assumidas com seus mantenedores-beneficiários. Tal prática, iniciada no governo FHC teve continuidade com a assunção de colegas que antes se opunham a esta extravagância e depois, tão logo assumiram suas funções executivas, passaram a dar continuidade esse conluio.

Faz importantes comentários sobre o novo plano, que não oferece nenhuma garantia aos participantes, e sobre o déficit – falso indutor para que muitos migrassem de plano.

Como a APAPE inúmeras vezes comentou, os novos plano da PETROS são uma temeridade para todos aqueles que acreditaram nas boas intenções da Petrobrás e PETROS.

Agiram e agem de má-fé, isto vem sendo provado na Justiça, apesar do posicionamento anômalo de alguns magistrados.

Uma lástima!

E é por estas razões – pela permanente intranqüilidade que a PETROS nos traz – que a APAPE, dentro de seus limites, estamos buscando inúmeros de nossos direitos via judicial.

Rodolfo Huhn – Diretor Jurídico da APAPE


 Comentários